app

Segunda, 27 Fevereiro 2017 21:26

Imagem de fotógrafa ferida na Tuiuti comove amigos nas redes sociais

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

A fotógrafa Lúcia Mello foi uma das 20 pessoas feridas em um grave acidente com o último carro alegórico da Paraíso da Tuiuti, primeira escola de samba a desfilar na Marquês de Sapucaí neste domingo. Nas redes sociais, amigos demonstram solidariedade e desejam o restabelecimento da vítima, que foi levada para o Hospital municipal Souza Aguiar, com uma fratura exposta na perna e traumatismo craniano leve.
Pessoas ficaram feridas durante o primeiro desfile do Grupo Especial Pessoas ficaram feridas durante o primeiro desfile do Grupo Especial Foto: Marcelo Theobald / Extra

No perfil da fotógrafa em uma rede social, amigos desejam que Lúcia tenha força e uma boa recuperação. "Para uma pessoa tão dedicada ao carnaval carioca, nada mais triste do que ser vítima de um acidente dentro do templo maior do samba. Muita oração neste momento", escreveu um amigo.

Outro completou: "Força, minha solidariedade e oração", disse outro internauta, classificando o acidente como uma fatalidade.

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou que 20 pessoas foram atendidas em decorrência do acidente. Dessas, oito foram levadas para hospitais. Os casos com maior gravidade são de três mulheres transferidas para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio, o mais próximo da Passarela do Samba. Outras cinco vítimas, com menor gravidade, foram levadas para o Hospital municipal Miguel Couto, no Leblon, na Zona Sul do Rio.
Acidente com carro alegórico da Paraíso do Tuiuti deixa feridos no primeiro desfile

O delegado William Lourenço, da 6º DP, ordenou a apreensão do carro da Paraíso do Tuiuti que deixou ao menos 20 feridos ao ser chocar contra as grades na concentração da Marquês de Sapucaí. Lourenço disse que a perícia do carro será concluída na manhã de segunda-feira, à luz do dia. O motorista da alegoria não permaneceu no local após o desfile, e as autoridades aguardam a identificação dele por parte da escola. Mesmo assim, segundo o responsável pela investigação, é cedo para falar em culpados. 

Em princípio, de acordo com o delegado, o carro estava em condições de operar, tanto que percorreu 800 metros até a dispersão. Os peritos chegaram a andar no carro. O motorista ainda não foi identificado. Ele não permaneceu no local após o desfile.

Lido 191 vezes

4 Cidades Criativas

4 Cidades Criativas

4 Cidades Criativas

8493 Logo

pensar2

logo