app

Notícias

Notícias (526)

Terça, 26 Setembro 2017 12:33

Os movimentos da economia com o hub

Escrito por

A partir do próximo mês começam as vendas para os voos diretos para Paris e Amsterdã partindo de Fortaleza oferecidos pela Joon, a nova empresa aérea de baixo custo da Air France-KLM. O grupo anunciou ontem oficialmente Fortaleza como o seu hub (centro de conexões) no Nordeste. Serão cinco voos semanais que devem começar a operar a partir de maio de 2018. A estimativa é de que o trecho custe a partir de 251 euros (R$ 933,97) e podem chegar a 2.081 euros (R$ 7.743,40).

Se a média de preços for mantida à época da venda das passagens, esta será uma rota mais barata para se chegar à Europa. Ida e volta para Paris, sem considerar as taxas, sairia por pouco mais de R$ 1,8 mil. Enquanto uma viagem para o mesmo destino saindo de Fortaleza, em maio, mas passando antes por Lisboa custa, em média, R$ 2,3 mil. Considerando viajar primeiro para São Paulo e de lá pegar um voo para Paris, os gastos com passagens, também ida e volta, ficam em torno de R$ 6,2 mil.

Serão dois voos por semana da Air France partindo de Fortaleza para França e outros três, também semanais, para Amsterdã, pela KLM. Na prática, o tempo de viagem será de aproximadamente 9h25min.

Menos do que a rota hoje oferecida pela TAP para o voo Fortaleza – Lisboa e de Lisboa para Paris, já que neste ainda há conexão e, no mínimo, cinco horas a menos do que a rota oferecida pela Latam e pela própria Air France para chegar ao destino passando por São Paulo.

De acordo com o diretor geral Air France-KLM para a América do Sul, Jean-Marc Pouchol, esta empresa foi desenhada para atender os chamados millenials, de 18 a 35 anos.

€ 35 será o valor de voos de Paris para Berlin, Barcelona, Lisboa e Porto pela Joon

+ Voos

A Gol, empresa brasileira parceira no projeto, vai alimentar estes voos internacionais ampliando em 35% os voos que atendem Fortaleza e também ajustando sua malha para ampliar oferta em Recife, Salvador, Belém e Manaus e criando uma nova rota entre Natal e Fortaleza, ressaltou o presidente da Gol, Paulo Kakinoff.

Na avaliação do agente de viagens da Ceará Travel, Victor Costa, independente dos preços que serão oferecidos pelas companhias, quem ganha com a entrada da nova empresa no mercado é o consumidor. “Eu acho que onde existe a concorrência, todo mundo ganha. A TAP lidera hoje porque o voo da Condor para Frankfurt só tem uma saída semanal. Como este novo voo já nasce com várias frequências semanais, será mais uma forma de se chegar à Europa e de lá seguir para os demais países”.

Ele recomenda, no entanto, atenção ao modelo de passagens. “Tem que observar se o tipo de passagens contempla, por exemplo, o despacho de bagagens. A maioria das companhias low cost não oferecem este serviço e adquirir na hora pode sair bem mais caro”.

TURISMO

1. Para Carlos Grotta, especialista em transporte aéreo e infraestrutura aeroportuária, a Air France-KLM está mais interessada no público europeu que o brasileiro. “A companhia se mostra mais interessada nos europeus por causa da estabilidade econômica. Em questão de atração, Fortaleza é uma boa porta de entrada para a Amazônia”, destaca. A formação do hub, analisa, dependerá também das empresas aéreas brasileiras. “Os turistas precisarão das companhias domésticas do País para fazer a distribuição. Quem vai acabar formando o hub é a própria Gol”, avalia.

2. A tarifa promocional se torna mais atrativa para consumidor de São Paulo ou Rio de Janeiro buscar o voo para Paris partindo de Fortaleza. “A empresa oferece voos por R$ 3 mil no Sudeste. Entra a companhia de baixo custo. Compensa mais pagar até R$ 1.000 até Fortaleza e desembolsar outros R$ 1.200 para ir até a Paris. Essa é uma das vantagens”, avalia Grotta.

3. Para o diretor-executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Ceará (Abrasel-CE), Taiene Righetto, Fortaleza vai ter a chance de voltar a atrair o turista europeu e de fortalecer a gastronomia local. “O turismo é o primeiro setor impactado (com voos e novo hub), levando junto toda uma cadeia que vai acabar se beneficiando, seja a gastronomia, as barracas de praia, o comércio local, taxistas. O turista europeu tem poder aquisitivo alto”.

4. “Hoje, o turismo é a indústria que mais gera empregos e impacta, por baixo, pelo menos 54 setores: o hoteleiro, o taxista, o artesão, etc.”, diz o vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Ceará (ABIH-CE), Manoel Linhares. “É bom para todos os ramos porque vem divulgação e tudo acontece numa conexão dessa”, acrescenta.

Fonte: O Povo

Chega a 100 o número de mortes por chikungunya no Ceará, conforme o Sistema de Monitoramento Diário de Agravos mantido pela Prefeitura de Fortaleza. Os dados foram atualizados na manhã desta segunda-feira (25) e mostra a concentração de 88 das mortes na Capital.

Outros municípios que também registraram vítimas fatais da enfermidade foram Caucaia (2), Maracanaú (2), Itapajé (2), Acopiara (2), Pacajus (1), Aracati (1), Morada Nova (1) e Viçosa do Ceará (1).

Os dados fornecidos são baseados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Ainda de acordo com o levantamento, o total de casos confirmados de chikungunya no Ceará em 2017 foi de 55.390, sendo 53.710 pacientes de Fortaleza.

Estado

A Secretaria Estadual de Saúde, por sua vez, divulgou o último boletim de arboviroses (doenças transmitidas por insetos, como chikungunya, dengue e infecção por zika) no dia 1º de setembro. Até então, o órgão estadual já confirmava 82.017 casos de chikungunya no Ceará em 2017, com 87 óbitos por conta da enfermidade.

Fonte: G1/CE

O Ceará fechou o mês de agosto com o terceiro melhor desempenho do país em relação ao número de novos postos de trabalho criados e o melhor do Nordeste. Foram adicionados 4.975 novas vagas de emprego, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira (21) pelo Ministério do Trabalho (MTb).

Foram contabilizadas no Ceará 36.440 admissões e 31.465 desligamentos, o que significa um crescimento de 0,43% em relação ao estoque do mês de julho.

O bom desempenho do estado, de acordo com a pesquisa, foi resultado da geração de empregos nos setores de serviços, que registrou 1.702 novos postos (+0,35%); indústria de transformação, com 976 novas vagas (+0,42%); e agropecuária, com mais 900 postos a mais e melhor crescimento percentual (+3,67%).

Em relação aos municípios, Fortaleza teve o melhor desempenho, com o surgimento de mais 1.597 vagas. Seguem a lista Sobral, com acréscimo de 609 postos; Aracati, com 227; Limoeiro do Norte, com 213; e Juazeiro do Norte, com 183.

Brasil

Os maiores crescimentos nos números de vagas de emprego ocorreram em São Paulo, Santa Catarina, Ceará, Pernambuco e Paraíba. Dos 26 estados brasileiros e Distrito Federal, 19 tiveram saldo positivo. No total, o Brasil terminou agosto com acréscimo de 35.457 novos postos de trabalho, com crescimento de 0,09% em relação ao mês de julho.

O cálculo com resultado positivo do Caged em agosto mostra a diferença entre as 1.254.951 admissões e as 1.219.494 desligamentos. Houve um crescimento de 163.417 vagas de emprego formal no Brasil durante todo o ano de 2017, em relação ao estoque de dezembro de 2016. "Os números do Caged em agosto confirmam o processo de retomada gradual, mas firme e consistente da nossa economia, como resultado das medidas adotadas pelo governo para o País voltar aos trilhos do crescimento", disse o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

Dos oito setores de atividade econômica, cinco registraram crescimento no nível de emprego em agosto. Houve aumento nos setores de serviços, indústria da transformação, comércio, construção civil e administração pública.

Fonte: G1/CE

Um terremoto de 7,1 graus deixou pelo menos 217 mortos nessa terça-feira, 19, no México, entre eles 21 crianças em uma escola, enquanto prosseguem os trabalhos de resgate em vários prédios que desabaram, exatamente no 32º aniversário do tremor que destruiu a capital federal.

"Até o momento registramos 217 falecidos: 86 na Cidade do México, 71 em Morelos, 43 em Puebla, 12 no Estado do México, três em Guerrero e um em Oaxaca", escreveu no Twitter Luis Felipe Puente, diretor da Proteção Civil no ministério do Interior. Algumas horas antes, Puentes havia anunciado um balanço de 248 mortos.

O presidente Enrique Peña Nieto, que não estava na capital no momento do terremoto e retornou para coordenar os trabalhos de resgate, visitou durante a noite a escola de ensino fundamental Enrique Rebsamen, um edifício de três andares que desabou na tragédia.

"Lamentavelmente, várias pessoas morreram, incluindo meninas e meninos, em centros educativos, edifícios e casas. Quero expressar minhas condolências aos que perderam um familiar ou uma pessoa querida", disse Peña Nieto em sua primeira mensagem após o terremoto.

"Na escola temos 26 mortos, dos quais cinco são adultos e 21 crianças. Temos 11 crianças resgatadas e o número de pessoas presas oscila entre 30 e 40", disse José Luis Vergara, que coordena o resgate, ao canal Televisa. Vergara explicou que os socorristas conseguiram estabelecer contato com uma professora presa nos escombros - que estava ao lado de uma criança - e que em outro ponto conseguiram comunicação com um menor de idade. "É o local no qual temos o maior número de crianças que perderam a vida", afirmou Puente à imprensa. Puente explicou que o número de mortos pode aumentar pelos relatos de pessoas desaparecidas, que podem estar nos escombros de de dezenas de edifícios que desabaram, sobretudo na zona sul e no corredor Roma-Condesa, bairro elegante onde vivem muitos estrangeiros. O sismo desta terça-feira ocorreu às 13h14 locais (15h14 de Brasília).

Pessoas realizando resgates em meios aos escombros

No dia 7 de setembro, um terremoto de magnitude 8,1, o mais forte em um século no México, deixou 96 mortos e mais de 200 feridos no sul do país, especialmente nos estados de Oaxaca e Chiapas. (Foto: Alfredo Estrella/ AFP)

O epicentro localizou-se entre os estados de Puebla e Morelos, perto da capital. O aeroporto internacional da Cidade do México suspendeu as operações durante mais de três horas. Segundo a Prefeitura da Cidade do México, pelo menos 49 edifícios desabaram nas zonas do centro e do sul da capital. Durante a noite, muitas pessoas observavam suas casas em colapso.

Os bairros mais afetados estão sem energia elétrica, que foi cortada pelas autoridades para evitar possíveis explosões após o relato de vários pontos de vazamento de gás. Centenas de socorristas, mais de 3.600 militares e muitos civis retiravam escombros com as mãos. "Silêncio! Parece que alguém grita!": a frase foi ouvida em diversas áreas com imóveis que desabaram. Muitos aplausos e lágrimas eram registrados no momento do resgate de um sobrevivente. As autoridades criaram abrigos para as famílias que perderam suas casas ou com residências com muitos danos estruturais. Várias pessoas passaram a noite na rua ou seguiram para as casas de parentes. Com o colapso da rede de telefonia, o aplicativo de mensagens Whatsapp virou praticamente a única forma de comunicação no centro do país. Algumas pessoas que foram resgatadas dos escombros conseguiram ser localizadas graças ao aplicativo, de acordo com os socorristas.

O governo brasileiro recebeu, com profunda consternação, a notícia de que o México voltou a ser atingido por um violento terremoto, e transmitiu suas condolências às famílias das vítimas, expressando sua solidariedade ao povo e ao governo mexicanos. Segundo Brasília, não há, até o momento, registro de brasileiros entre as vítimas, mas o Itamaraty seguirá acompanhando a situação, por meio do Consulado-Geral do Brasil no México e da Divisão de Assistência Consular (DAC).

Para casos de urgência, o telefone de plantão do Consulado-Geral do Brasil no México é +52 (155) 3455-3991. O Núcleo de Assistência a Brasileiros do Itamaraty, em Brasília, poderá ser acionado pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e, também, pelos telefones 55 61 2030 8803/8804 (das 8h às 20h) e 55 61-98197-2284 (Plantão Consular, das 20h às 8h). Em Morelos, ao sul da capital, os maiores danos foram registrados na capital Cuernavaca e nas localidades de Axochiapan e Jojutla, onde edifícios, casas e prédios históricos desabaram, constatou a AFP.

Em Puebla, conhecida por suas construções coloniais, vários templos católicos foram afetados e 11 pessoas morreram no desabamento de uma igreja em Atzala, informou o secretário de Governo, Diódoro Carrasco. O terremoto aconteceu justamente no aniversário de 32 anos do tremor de 8,1 graus que deixou mais de 10.000 mortos em 1985 e reduziu a ruínas muitas áreas da Cidade do México.

"Estou consternada, não consigo conter o choro, é o mesmo pesadelo de 1985", disse à AFP, entre lágrimas, Georgina Sánchez, de 52 anos, em uma praça da Cidade do México. Na manhã de terça-feira, as autoridades haviam feito uma simulação de terremoto e, como ocorre todo ano, foi lembrada a tragédia de 19 de setembro de 1985. Vários países enviaram mensagens de condolências ao México. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, manifestou solidariedade. "Deus abençoe a população da Cidade do México. Estamos com vocês e vamos apoiá-los", escreveu no Twitter.

A Cidade do México conta com um sistema de alertas que se ativa um minuto antes do sismo, mas jornalistas da AFP disseram que desta vez o alerta só foi ouvido no mesmo momento em que se sentiu o tremor, já que o epicentro estava a menos de 200 km de distância da capital. No dia 7 de setembro, um terremoto de magnitude 8,1, o mais forte em um século no México, deixou 96 mortos e mais de 200 feridos no sul do país, especialmente nos estados de Oaxaca e Chiapas. 

Fonte: O Povo

Governador Camilo Santana desejou boa sorte aos candidatos e anunciou 83 vagas a mais do que estava previsto, que antes era de 300

O Governo do Ceará publicou nesta sexta-feira (15), no Diário Oficial do Estado, o edital para o concurso do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). No total, serão 383 vagas, sendo 250 para agentes de trânsito (nível médio); 33 para analista de trânsito e transporte (nível superior); 50 para vistoriadores (nível médio) e 50 para assistente de atividade de trânsito e transporte (nível fundamental). As inscrições devem ser iniciadas daqui a 15 dias úteis, sendo encerradas no prazo de 30 dias.


“Conforme havíamos assumido compromisso, estamos publicando no DOE o edital para o concurso do Detran. São 383 vagas, 83 a mais do que havíamos informado. Portanto, são mais oportunidades para quem deseja fazer o concurso. Mesmo em um momento difícil que o Brasil atravessa, o Estado tem gerado vagas e criando oportunidades de emprego. Já foram feitos concursos para Polícia Civil, Polícia Militar, universidades estaduais, agentes penitenciários e agora Detran. Aproveito para desejar boa sorte a todos os candidatos", disse o governador Camilo Santana, que havia anunciado a publicação do edital na última terça-feira, durante conversa ao vivo com internautas pelo Facebook.

As 383 vagas de cargos efetivos oferecidos no concurso estão distribuídas da seguinte forma:

- Analista de Trânsito e Transporte/Administração, nível superior, 5 vagas;
- Analista de Trânsito e Transporte/Arquitetura, nível superior, 4 vagas;
- Analista de Trânsito e Transporte/Ciências Contábeis, nível superior, 4 vagas;
- Analista de Trânsito e Transporte/Engenharia Civil, nível superior, 7 vagas;
- Analista de Trânsito e Transporte/Engenharia Elétrica, nível superior, 2 vagas;
- Analista de Trânsito e Transporte/Engenharia Mecânica, nível superior, 2 vagas;
- Analista de Trânsito e Transporte/Assuntos Educacionais, nível superior, 4 vagas;
- Analista de Trânsito e Transporte/Tecnologia da Informação, nível superior, 5 vagas;
- Agente de Trânsito e Transporte, nível médio, 250 vagas;
- Vistoriador, nível médio, 50 vagas;
- Assistente de Atividade de Trânsito e Transporte, nível fundamental, 50 vagas.


Salários

Para o cargo de analista de trânsito e transporte, para o qual é exigida a graduação em nível superior, o salário inicial é de R$ 3.486,11. Os cargos são para as profissões de Arquiteto e Urbanista, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista e Engenheiro Mecânico Administrador, Contabilista, de profissionais de Tecnologia da Informação e de Assuntos Educacionais.

Para o cargo de agente de trânsito e transporte, para o qual é exigido ensino médio completo, o salário inicial é de R$ 2.555,81, distribuídos em 250 agentes de trânsito e transporte e 50 vistoriadores. Para o cargo de assistente de atividades de trânsito e transporte, para o qual é exigido ensino fundamental completo, a remuneração inicial é de R$ 2.301,54.

Contando o Plano de Cargos e Carreiras e Salários (PCCS), a remuneração máxima pode chegar a R$ 14.349,53 (em final de carreira) para nível superior, R$ 8 mil para nível médio e R$ 7,2 mil para fundamental.


Organização

O concurso será organizado e executado pela Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece), por meio da Comissão Executiva do Vestibular da Universidade Estadual do Ceará – (CEV/Uece). De acordo com o edital, o cronograma de eventos do concurso, com a descrição de todas as atividades do certame e as respectivas datas, será divulgado no site da CEV/Uece (www.uece.br/cev) no quinto dia útil, contado a partir da data de circulação do Diário Oficial do Estado do Ceará.

Fonte: Governo do Ceará

Segunda, 11 Setembro 2017 12:26

Furacão Irma deixa pelo menos 3 mortos nos EUA

Escrito por

O furacão Irma causou ao menos três mortes ontem nos Estados Unidos, após chegar ao sul do Estado da Flórida com ventos de até 215 km/h. As vítimas, confirmadas pelo governador Rick Scott durante a manhã, estavam dirigindo durante a tempestade: duas sofreram uma colisão frontal e a outra perdeu o controle de uma caminhonete.

O fenômeno chegou ao estado por volta das 7 horas com intensidade 4 - em uma escala que vai até 5-, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês), mas ao longo do dia foi perdendo a força e chegou à categoria 2. De tarde, o olho do furacão, com diâmetro de 40 quilômetros, começou a se mover para o oeste do estado e depois para o noroeste. Mesmo cidades fora da rota foram atingidas com fortes ventos e chuvas. De acordo com o NHC, o Irma é o furacão mais potente que já foi registrado no Oceano Atlântico.

Segundo jornais norte-americanos, cerca de 2,3 milhões de pessoas ficaram sem luz na Flórida. Em Miami, as ruas ficaram alagadas e muitas árvores foram derrubadas. Segundo o prefeito Carlos Gimenez mais de 650 mil pessoas saíram da cidade nos últimos dias. Já em Orlando, os aeroportos começaram a fechar às 17 horas (horário local) de sábado, 9, e devem retornar as atividades amanhã, 12.

Cerca de 6,3 milhões de pessoas decidiram sair do Estado da Flórida, causando engarrafamentos e lotação em abrigos públicos. Para facilitar evacuação, empresas de transporte foram orientadas a cobrar mais barato, alguns hotéis e pousadas diminuíram o valor das diárias e empresas de telefonia liberaram internet gratuitamente para facilitar comunicação dos usuários.

O governo da Flórida implantou um toque de recolher e desde sábado à tarde quem não saiu do estado foi orientado a ficar trancado em casa, um hotel ou abrigo pelo menos até a tarde de hoje. Os estabelecimentos comerciais começaram a fechar as portas na sexta-feira, 8, e sábado as prateleiras de comida e água estavam vazias na maioria dos locais.

Autoridades políticas

Durante todo o fim de semana, o governador Rick Scott fez diversos apelos para que quem permanecesse em áreas de evacuação procurasse um abrigo imediatamente. “Não deixe para amanhã, não saia esta tarde… Se você está em uma zona de evacuação, saia agora”, disse, chamando o Irma de “assassino”.

Milhares de pessoas deixaram suas casas e foram para abrigos públicos durante a passagem do furacão MARK WILSON/AFP

Milhares de pessoas deixaram suas casas e foram para abrigos públicos durante a passagem do furacão MARK WILSON/AFP 

O presidente Donald Trump informou que irá visitar a Flórida “muito em breve” e aprovou uma declaração de desastre para o estado, facilitando a reconstrução.

Em visita a Colômbia, papa Francisco também comentou o fenômeno, além do terremoto que atingiu o México. “Eu os levo no meu coração e rezo por eles”, disse o sumo pontífice.

Fonte: O Povo

Comitiva do Sistema Hídrico Estadual percorre a região visitando experiências exitosas de culturas forrageiras que necessitam de pouca água para produzir


Em seis anos de seca a pecuária leiteira cearense mantém trajetória de crescimento. Nesse período, já apontado por especialistas como a seca mais severa dos últimos 100 anos, as pastagens naturais diminuíram, os plantéis de vacas leiteiras estão menores, a água minguou. Como explicar, então, o desempenho do setor? A resposta pode ser resumida em uma palavra: tecnologia. Para conhecer de perto a realidade que alia melhoria genética dos rebanhos, adoção de práticas de silagem e a implantação da palma forrageira como base alimentar para os rebanhos, comitiva do Sistema Estadual dos Recursos Hídricos percorreu parte do Vale do Jaguaribe na última semana.


Um hectare de palma forrageira irrigada produz 500 toneladas de massa verde e 450 mil litros de água. Esse é o segredo dessa planta que foi introduzida no Nordeste Brasileiro para obtenção de corante destinado à indústria têxtil. “Plantada de forma correta, com os cuidados devidos, a cada hectare temos o correspondente em água a um pequeno barreiro.Com a diferença de que a água do barreiro evapora”, explica Raimundo Reis, pesquisador e sócio da Valle Verde Agropecuária, em Russas.


Os números são animadores. Mas, nem sempre foi assim, revela Reis. Segundo ele, a palma era plantada como um cacto qualquer, nos piores terrenos, sem os tratos culturais devidos. “Isso gerava resultados ruins, e a cultura acabava abandonada pelos pequenos produtores. Essa grande seca nos obrigou a procurar informações, que eram escassas. Há quatro anos, começamos aqui de forma bastante intuitiva”, detalha. Hoje, a Valle Verde trabalha com plantio adensado, de 70 mil raquetes por hectares. “O normal eram 5 mil raquetes por hectare”, lembra Reis.
SEMENTE - Raimundo Reis lembra que comprou primeiro a ideia da palma. “A gente que viu que era um alimento interessante, com alta produção por hectare, um valor nutricional excepcional e uma demanda hídrica muito baixa”, destaca. Reis ressalta ainda que a grande barreira a ser superada era da falta de mudas. “Não havia mudas no mercado, sobretudo das variedades resistentes a pragas”, conta.

palmas10.jpg

“Fomos atrás da semente em Pernambuco, compramos 20 mil raquetes de três variedades. Dessa compra, hoje nós temos 30 hectares”, conta. Para chegar a essa área um longo caminho precisaria ser percorrido. “Vimos que havia demanda, mas na forma tradicional de plantio, com uma planta por raquete, levaríamos uma década para ampliarmos a área e ofertarmos mudas para o mercado”, diz Reis.

A solução foi ir de encontro ao pragmatismo que dominava o setor. De uma raquete, passaram a fazer várias mudas. “O pessoal técnico falava: rapaz isso não vai funcionar. Não dá certo”, conta Raimundo. As mudas eram feitas, além de respeitada proporção de uma para uma (raquete = muda), apenas com as palmas obtidas no terço médio de cada planta de dois anos. “Isso nos limitava demais. Não íamos ter mudas nunca, naquele ritmo. Hoje, com o novo método, a cada 90 dias temos novas sementes”.


PALMA X MILHO – Comparada ao milho, a palma forrageira leva grande vantagem quando cultivada no semiárido. “A palma rende até 500 toneladas por hectare ano quando irrigada. Isso dá 40 toneladas de matéria seca. É muita coisa por hectare”, ensina Reis. “Quando fazemos a pegada hídrica, não encontramos forrageira com esse rendimento. Isso com 1,7mm de água na irrigação. O milho consome 7 milímetros”, compara. Segundo Reis, nenhuma cultura forrageira consegue transformar tão pouca em tamanha quantidade de massa verde.

VACAS-jaguaribe-srh.jpg

De acordo com os especialistas em nutrição animal, a Palma é rica em carboidratos, embora pobre em proteínas. “Eu não me preocupo com a proteína, a palma aqui é o nosso feijão com arroz”, revela Raimundo Reis, comparando a palma com a alimentação básica do brasileiro. “A proteína eu corrijo acrescentando ureia ou outro complemento. É fácil. Minha preocupação é com a energia, e isso a palma me garante”, diz. Cerca de 70% da dieta recomendada a uma vaca leiteira é de energia.


Outra grande vantagem da palma sobre o milho está relação produtividade/ água. A produção de um hectare de palma corresponde à de três hectares de milho. “Só que na palma eu utilizo 1,7 milímetro, enquanto no milho, são quase 10 vezes mais”, detalha Reis. A palma também pode ser submetida a grandes estresses hídricos, enquanto o milho morre sem água. “Outra coisa: a palma é uma cultura perene”, lembra Raimundo Reis.


Pequeno produtor encontra sustentabilidade na palma e na silagem

srh-rural-jaguaribe.jpg

 

Francisco José Chaves Leitão, o Chico do Dico, é pequeno produtor de leito na área mais seca de Morada Nova, no vale do Jaguaribe. Em 22 hectares de área e apenas dois de pastagem irrigada e um módulo de mil metros quadrados de área de palma forrageira produz 300 litros de leite/dia. Sua meta é chegar a mil litros/dia.


O módulo de palma é financiado por uma grande indústria de lacticínio situada na região. “A Betânia financia 65% da implantação do lote, que são pagos em leite”, revela Chico. Satisfeito, o produtor revela que já chegou a vender o excedente de palma. “Vendi 100 mil raquetes”, conta. Segundo ele, com a venda da palma, apurou R$ 10 mi, o suficiente para pagar o financiamento do lote. “A implantação do lote me custou R$ 7 mil, só com as raquetes que vendi após dois anos, paguei do financiamento”, conta.


Chico revela que seu principal gargalo hoje é a falta de matrizes. “Com a seca, os produtores foram se desfazendo das vacas menos produtivas e investindo nas melhores. Hoje, temos alguma forragem, mas não tem matrizes no mercado”, explica. A meta do pequeno produtor é chegar a dois hectares de palma irrigada. E com isso atingir os tão esperados mil litros de leite/dia. “A palma é base, junto com a silagem e com um pequeno complemento de milho. Atualmente, os silos de Chico de Dico armazenam 100 mil quilos de forragem para o período mais seco ano.


Secretário elogia iniciativas


Para o Secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, é reconfortante ver “in loco” o ressurgimento da pecuária leiteira em bases modernas. “Apesar da seca persistente, das dificuldades impostas pelo clima, o gado de leite passou a ser uma atividade econômica importante no Estado", constata.


Teixeira destaca ainda a importância de uma indústria de lacticínios como âncora para o setor. “É necessário dar sustentabilidade ao setor, e a indústria trabalha em parceria com os pequenos produtores da região”, ressalta. O secretário pontua ainda a importância da adoção de novas práticas no setor, bem como a introdução da palma forrageira como base da alimentação dos rebanhos. “Trata-se de uma cultura adaptada ao nosso sertão, que viceja com apenas 20% da água que necessitariam outras culturas. Isso para o setor de Recursos Hídricos é fundamental”.


Participaram ainda da comitiva que percorreu o “Vale do Leite”, o secretário executivo da SRH, Aderilo Alcântara, o assessor especial da SRH, Francisco Viana, e o presidente da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), João Lúcio Farias. A próxima visita será ao setor de fruticultura irrigada, ainda sem data definida. O grupo já conheceu de perto a experiência da criação de camarões e peixes com água subterrânea (poços).

Fonte: Governo do Ceará

O primeiro uso oficial no Brasil da “vacina para câncer”, apresentada ao mercado em dezembro de 2016, foi iniciado em um paciente do Hospital São Camilo Cura d’Ars, em Fortaleza. A Blinatumomab, chamada de Blincyto, começou a ser diagnosticada no idoso na última sexta-feira, 1ª. O tratamento de infusão continuada da substância dura 28 dias e custa, por dia, R$ 10 mil. O valor está sendo pago por um convênio de saúde vinculado à Petrobras.

A Blincyto foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) há 90 dias, mas precificada somente na quarta-feira passada, conforme o responsável pelo tratamento do paciente no hospital São Camilo e pós-doutor em hematologia, Ronald Pinheiro. “A droga já foi usada no Brasil em teste laboratoriais ou sem seguir as regras da Anvisa, mas de acordo com a legislação brasileira, é a primeira vez”, frisa.

O tratamento foi iniciado às 17 horas da sexta passada e já apresentou resultados impressionantes, com queda de células leucêmicas de 70 mil para 4.500 - em apenas quatro dias. No Brasil, esse tratamento só foi liberado para idosos, mas também é eficaz em crianças, que são curadas em 80% dos casos.

“A utilização é para leucemia linfocítica aguda, quando não tem mais possibilidade de ser feita a quimioterapia tradicional. A gente chama de vacina, mas o nome certo é imunoterapia”, explica Ronald. O nome do paciente, bem como a idade, é mantido em sigilo por ética médica.

O tratamento, além de caro, costuma dar reações anafiláticas fatais e requer atenção continuada da equipe médica. “Uma dose, por dia, tem nove microgramas. Um miligrama tem 1.000 microgramas. Tem nas primeiras semanas risco de óbito de 19%, por isso, é muito perigosa e requer tanto cuidado. Tem que colar no paciente”, afirma Ronald.

Vantagens

A grande vantagem, ainda de acordo com Ronald Feitosa, é o duplo mecanismo no tratamento com a substância. “Tem um estudo randomizado, publicado em 2016, na New England Journal of Medicine, que mostra que é muito mais efetiva que a quimioterapia tradicional. Tanto mata célula leucêmica doente, como estimula o sistema imunológico a atacara a célula da leucemia. Não podemos ainda falar em cura, mas o grande benefício é prolongar a sobrevida”, completa.

Fonte: O Povo

Nascido em Maranguape, o técnico químico e astrônomo Lauriston Trindade foi o primeiro brasileiro a prever duas chuvas de meteoros por meio da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon).

O estudo do cearense foi reconhecido pelo Meteor Data Center, órgão ligado à União Astronômica Internacional. Para formalizar a descoberta, Trindade vai participar da Conferência Internacional de Meteoros, na Sérvia. Mas há um problema. Lauriston está desempregado.

“Nós temos que fazer uma validação da descoberta a partir de um artigo científico. A União Astronômica Internacional quer que a comunidade científica tenha conhecimento da descoberta”, explicou Lauriston.

A viagem está prevista para o mês de setembro, mas por estar desempregado, ele tem dificuldades de conseguir recursos para realizar a viagem. Marcus Zurita, pesquisador e membro da Bramom, criou uma vaquinha na internetem maio. A expectativa era conseguir arrecadar R$ 8.500, mas até o momento R$ 7.430 foram doados.

Os estudos sobre a chuva de meteoros tiveram início no mês de janeiro. Foram vários cálculos e horas dedicadas à pesquisa para conseguir comprovar a existência do fenômeno. Para conseguir alcançar a descoberta, Lauriston teve que consultar inúmeros artigos científicos, desenvolver cálculos matemáticos para facilitar nos cálculos.

O resultado não poderia ter sido diferente. O cearense conseguiu identificar dois grupos de meteoros.

“No fim de janeiro, tínhamos duas chuvas de meteoros validadas. As chuvas aconteceram nos dias 11 de junho e 5 de agosto deste ano. Conseguimos saber as características dos 4.205 meteoros e identificar dois grupos”, explicou.

O técnico químico e astrônomo precisa ir à Sérvia para certificar a previsão (FOTO: Divulgação)

De dois empregos para nenhum

Mas antes da descoberta, o cearense atuava como técnico químico na Petrobras e era secretário adjunto do Meio Ambiente da Prefeitura de Maranguape. Na secretaria da Prefeitura, estava à frente de um projeto, chamado Estação de Inovação em Tecnologias Ambientais (Eita), que trata-se de uma escola destinada para os alunos do fundamental I e II para estudar o bioma e formar uma farmácia viva.

Devido às dificuldades de manter as duas atividades, Lauriston optou por deixar o seu cargo na Petrobrás para se dedicar ao projeto na Prefeitura de Maranguape. Entretanto, por conta da mudança de gestão, o cearense teve que sair do cargo. “Fui descontinuado”, disse Lauriston.

Desde então, o técnico químico e astrônomo tem se dedicado a aulas particulares de Química para poder conseguir ter uma renda enquanto não consegue um emprego.

Bramom

A Rede Brasileira de Observação de Meteoros é uma uma organização aberta e colaborativa, mantida por cerca de 70 voluntários e colaboradores. A associação não tem fins lucrativas e, por meio de uma rede de câmeras espalhadas pelo País, pretende monitorar os meteoros a fim de produzir dados para a comunidade científica. Segundo Lauriston, de 2014 a 2016, cerca de 100 mil registros de meteoros foram identificados.

Fonte: Tribuna do Ceará

Sistema garantirá água encanada para mais de 600 famílias. Camilo Santana anunciou ainda a construção de uma estrada no município


"Estou muito feliz por ter água na torneira todos os dias. Antes, a gente sofria muito. Eram vários dias sem água. É praticamente um sonho que estamos realizando". A moradora de Santarém I, Maria de Fátima Souza, 67, está entre as 616 famílias beneficiadas com o sistema de abastecimento de água inaugurado nesta sexta-feira (1°) pelo governador Camilo Santana, em Orós, que completou 60 anos de emancipação política. 

170901 ADUTORA SANTAREM OROS CG3127 WEBA obra está inserida no Programa Água Para Todos e vai beneficiar as comunidades de Santarém I e II. O valor total do investimento é de R$ 1.078.958,69. "Água é prioridade total em nosso governo. Por isso, é uma alegria muito grande proporcionar que tantas pessoas tenham água em suas casas. Antes não havia água encanada nas comunidades. Reitero que não vamos medir esforços para que a gente consiga atender as duas localidades. Vamos cavar ainda quantos poços forem necessários para garantir o abastecimento das famílias de Orós", afirmou o governador Camilo Santana, que visitou o sistema de bombeamento que leva a água do açude até Santarém I e II. 

O prefeito de Orós, Simão Pedro, afirmou que o sistema de abastecimento irá melhorar a qualidade de vida dos moradores e contribuir para o desenvolvimento de Santarém I e II. "Água é como ouro, é riqueza para nosso povo. Quero agradecer a parceria do Governo do Estado para que pudéssemos garantir o abastecimento para os moradores de Santarém I e II. A vida dessas famílias vai melhorar muito", disse Simão Pedro. O deputado estadual Agenor Neto e o secretário do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira, também participaram da solenidade. 


Água para Todos 

Somente pelo Programa Água Para Todos já foram entregues, no Ceará, 468 sistemas de abastecimento d'água, sendo 266 entre os anos de 2015 a 2017. Além dos sistemas, o programa já entregou mais de 40 mil cisternas. 

Segundo o secretário Dedé Teixeira essa é a maior obra já entregue até o momento pelo Água Para Todos. “O Governo do Ceará, através da SDA, tem investido forte em programas que reduzam os impactos da estiagem, garantindo melhor qualidade de vida aos agricultores e aumento da renda do meio rural cearense, que vem sendo essencial na economia do nosso Estado”.

170901 ADUTORA SANTAREM OROS CG2956 WEB


Presente de aniversário 

No dia em que Orós completa 60 anos, o governador Camilo Santana garantiu a construção da estrada que liga a sede de Orós até Santarém - cerca de 25 km -, antigo sonho dos moradores. "Fiz questão de anunciar hoje a estrada, porque Orós merece esse presente. Já estamos fazendo o projeto e vamos licitar em breve essa importante obra para os moradores do município. Não tenho dúvidas de que a estrada levará mais desenvolvimento para Orós", disse Camilo Santana.

Pagina 1 de 38

4 Cidades Criativas

4 Cidades Criativas

4 Cidades Criativas

8493 Logo

pensar2

logo