app

Nacional

Nacional (158)

Realizada pelo Google, a edição deste ano do concurso tem como tema '10 ideias para mudar o Brasil'

 

Uma proposta de melhoria da gestão dos recursos hídricos apresentada pelo Instituto Inovagri, com apoio da Agência do Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), está entre os dez finalistas do prêmio Desafio de Impacto Social 2016. Realizada pelo Google, a edição deste ano do concurso tem como tema "10 ideias para mudar o Brasil".

O projeto, genuinamente cearense, tem o intuito de definir critérios para o uso da água para setor agropecuário e ainda propor um plano de monitoramento climático da área cultivada ao longo da bacia, servindo também como forma de assessoramento ao agricultor/usuário de água.

Um dos trabalhos utilizados como referência para a elaboração do projeto ao Google foi financiado pela Adece e executado pelo Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) em 2015 utilizando a tecnologia do Sistema de Assessoramento ao Irrigante (S@I), desenvolvido pelo Instituto Inovagri.

"O Governo do Estado, por meio da Adece, tem apoiado o projeto financiando o estudo inédito no país, 'Gestão de Água na Agricultura Irrigada nas bacias do Médio e Baixo Jaguaribe'. O apoio foi dado após recebermos uma demanda apresentada pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa) e Câmara Setorial de Frutas (CS Frutas). Somado à ideia do Instituto, poderemos ampliar para todas as bacias do Ceará, onde será fundamental para mudar a realidade da atividade agrícola não só no nosso estado, bem como no Brasil", explica o presidente da Adece, Ferruccio Feitosa.

De acordo com Débora Castro Camargo, pesquisadora do Instituto Inovagri, a tecnologia consiste em calcular a demanda hídrica da bacia inteira e a quantidade de água que cada agricultor precisa usar, transferindo essa informação, tanto para o usuário de água, como ao órgão gestor. "Essa informação é enviada para o agricultor via SMS em formato de tempo de irrigação, sem desperdício. Estima-se a existência de um desperdício anual de aproximadamente 20% na bacia do rio Jaguaribe, número que poderia abastecer Fortaleza durante quatro meses. Nosso sonho é que todo agricultor possa fazer o uso racional da água", afirma.

O vencedor do prêmio receberá R$ 1,5 milhão para a execução do trabalho. Para votar, basta acessar o endereçohttps://desafiosocial.withgoogle.com/brazil2016 e escolher projeto do Instituto Inovagri.

Captura de Tela 2016-05-24 as 10.22.27 web

Fonte: Governo do Ceará

O governador do Ceará Camilo Santana anunciou, nesta segunda-feira (23), em seu perfil no Facebook, que soliticou no domingo o apoio da Força Nacional de Segurança. O estado vive uma crise no sistema prisional. No sábado (21), agentes penitenciários entraram em greve e retornaram ao trabalho no início da noite, mas . Pelo menos cinco detentos morreram nos presídios.

Camilo disse que o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, já garantiu "apoio imediato". Na mensagem, o chefe do executivo estadual lamentou as ocorrências nas unidades prisionais e que busca estabilidade "o mais rápido possível".

Segundo a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), pelo menos cinco presos morreram nos presídios do Ceará. A contagem de corpos segue nesta segunda-feira (23). Segundo o sindicato dos agentes, o número é muito superior.


Fim de semana de violência
Rebeliões, morte de presos, corpos carbonizados, pavilhões destruídos. O fim de semana nos presídios do Ceará foi de violência, depois que os agentes penitenciários do estado iniciaram uma greve, no sábado (21). As visitas aos detentos foram suspensas, e familiares bloquearam a BR-116 por diversas vezes também no domingo (22). A Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) confirma que pelo menos cinco presos morreram, em decorrência de conflitos entre os próprios detentos.

Na manhã desta segunda-feira (23), um túnel foi encontrado na Unidade Prisional CPPL I, em Itaitinga, e o Batalhão de Choque confirmou a fuga de detentos durante a madrugada. Nesta manhã, é feito um levantamento para contar quantos detentos fugiram.

No sábado (21), agentes penitenciários iniciaram uma greve e voltaram no início da noite do sábado, mas os presos já estavam fora de controle.  A categoria encerrou a paralisação após um acordo com o Governo do Estado, aceitando a proposta de reajuste na Gratificação por Atividades e Riscos (Gaer), que era de 60%, para 100%. O reajuste será pago de forma escalonada até novembro de 2018.

Como as visitas nas penitenciárias foram suspensas, mulheres de detentos realizaram protestos. Pneus foram queimados e foram registrados bloqueios na rodovia BR-116, que dá acesso ao complexo prisional de Itaitinga, a 32 km de Fortaleza, no sábado e no domingo. Do lado de fora do complexo, familiares buscavam informações e narraram barulho de tiro e fumaça vindo dos presídios, o que agravava a tensão.

Dois detentos foram mortos no sábado (21) em uma das quatro unidades de Itaitinga. Outros três foram mortos no domingo (22) na unidade de Caucaia.

A Sejus afirma que ainda vai calcular os prejuízos causados pelas rebeliões, mas classificou a situação como "um dano irreparável ao estado". O secretário Hélio Leitão informou que uma operação é realizada para apurar os fatos. Em coletiva na noite do sábado, disse que os agentes em greve impediram o acesso da Polícia Militar aos presídios, criando uma "situação delicada", e que os agentes impediram as visitas do fim de semana. "Isso gerou indignação e aconteceram rebeliões", avaliou.

A Sejus avaliou que rebeliões de "porte importante" aconteceram na CPPL I, II, II e IV, e no presídio feminino foi de "pequena monta". Não há previsão de que os presos sejam transferidos para outras unidades.

O Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE) foi enviado aos locais para avaliar os prejuízos e os danos ao patrimônio nas unidades prisionais. Conforme a Sejus, o departamento irá contabilizar os estragos nestas unidades para que em seguida sejam iniciados os reparos.

O vice-presidente do Conselho Penitenciário do Ceará, Cláudio Justa, avaliou que a situação do sistema prisional do estado era de uma "bomba relógio" e critica que a administração estadual, mesmo sabendo da gravidade do contexto, "negligenciou a situação".

O procurador-geral de Justiça, Plácido Barroso Rios, determinou a instauração de procedimento investigatório para apurar autoria e responsabilidades dos crimes de homicídio e danos ao patrimônio público no sistema penitenciário do Ceará.

Veja a nota na íntegra
"Diante dos lamentáveis acontecimentos registrados nas últimas 48 horas no sistema penitenciário do estado, o Governo do Ceará vem tomando todas as medidas necessárias para estabilizar a situação. Montei um gabinete de crise desde a manhã do último sábado e tenho acompanhado pessoalmente todos os trabalhos desse grupo.

Além do apoio do Poder Judiciário, do Ministério Público e das nossas forças de segurança (Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiros e Pefoce), que vêm atuando bravamente desde o início da greve dos agentes penitenciários, considerada ilegal pela Justiça, já solicitei no domingo o apoio da Força Nacional de Segurança, no sentido de garantir a estabilidade nos presídios, especialmente durante a recuperação das instalações, que foram destruídas por conta das rebeliões.


Conversei com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que já garantiu esse apoio imediato. Lamento profundamente o que vem ocorrendo em nossas unidades prisionais e não medirei esforços, junto com nossas forças de segurança, para que haja a estabilidade do sistema penal o mais rápido possível. Minha determinação é de que todas as medidas necessárias para isso sejam tomadas".

Fonte: G1/CE

O Índice de Preços ao Consumidor - Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, voltou a acelerar no país em abril. Na análise do comportamento dos preços nas capitais, a Região Metropolitana de Fortaleza registrou novamente a maior variação da inflação, de 1,02%, pressionada pela taxa de água e esgoto (2,49%), segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em março, o IPCA de março da capital cearense foi de 0,72%, também o maior do país no período.

A Grande Fortaleza tem ainda a maior variação acumulada em 12 meses, que já totaliza 11,28%; e o maior acumulado do ano, com 4,04% de janeiro a abril.

Resultado nacional
A inflação no Brasil ficou em 0,61%, depois de subir 0,43% no mês anterior. Ainda assim, considerando apenas o mês de abril, esse índice é o menor desde 2013.

No ano, de janeiro a abril, o IPCA acumula avanço de 3,25%, abaixo dos 4,56% registrados até março, e, em 12 meses, de 9,28%, um pouco inferior aos 9,39% verificados no mês anterior.  Em abril de 2015, o índice havia ficado em 0,71%.

As expectativas em pesquisa da agência Reuters com economistas eram de alta de 0,54% na comparação mensal e de 9,20% na comparação anual.

A previsão dos economistas do mercado financeiro é que o IPCA feche o ano de 2016 em 6,94%, segundo o boletim Focus. O Banco Central tem informado que buscará trazer a taxa para até 6,5%, que é o teto da meta do governo para a inflação.

“Embora tenha sido maior [a inflação de abril] do que a taxa de 0,43 [%] de março, o IPCA foi menor do que o 0,71 [%] do abril lá no ano passado. Com isso, a taxa dos 12 meses deu uma chegadinha para baixo”, explicou Eulina Nunes dos Santos, coordenadora de índice de preços. De acordo com ela, no entanto, não é possível ainda chamar de "trajetória de queda" da taxa. “Vamos esperar o resultado de maio.”

Remédio e comida
O avanço da inflação neste mês foi influenciado, principalmente, pelo aumento dos preços relacionados à alimentação e à saúde e cuidados pessoais.

Mesmo tendo subido menos de um mês para o outro (de 1,24% para 1,09%), os alimentos exerceram uma das principais influências, porque têm um peso muito grande no bolso do consumidor. A alimentaçao fora de casa também subiu em uma velocidade menor, de 0,68% em março para 0,50% em abril.

"Alimentação, embora tenha ficado um pouco abaixo [do mês anterior - quando ficou 1,24%], continua apresentando preços elevados, taxa relativamente alta com 1,09%. E é um grupo que responde por um quarto das despesas das famílias”, afirmou.

Também fez com que o IPCA acelerasse mais o reajuste de mais de 6% nos preços dos remédios, autorizado no final de março pelo governo. Esse aumento acabou pressionando os preços do grupo de gastos com saúde, que registrou uma forte alta de março para abril (de 0,78% para  2,33%.

A inflação poderia ter registrado uma taxa ainda maior se outras despesas não tivessem ficado mais baratas. É o caso dos combustíveis (-1,04%) e da energia elétrica (-3,11%), que teve seu custo reduzido após o fim da cobrança extra da bandeira tarifária.

Veja a variação de preços de alguns itens:
Batata-inglesa: 13,13%
Açaí: 9,22%
Frutas: 4,13%
Remédios: 6,26%
Plano de saúde: 1,06%
Artigos de higiene pessoal: 0,58%
Telefone celular: 4,01%
Acessórios e peças: 1,55%
Taxa de água e esgoto: 1,51%
Artigos de limpeza: 1,46%
Passagem aérea: 1,43%
TV, som e informática: 1,30%
Motocicleta: 1,18%
Roupa feminina: 0,95%
Serviço bancário: 0,94%
Seguro de veículo: 0,83%
Manicure: 0,81%
Emplacamento e licença: 0,77%
Empregado doméstico: 0,70%
Ônibus urbano: 0,69%
Calçados: 0,60%
Taxa de água e esgoto: 1,51%
Ônibus urbano: 0,69%

INPC
IBGE também divulgou nesta sexta-feira o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que avançou mais de março para abril, passando de 0,44% para 0,64%. No ano, o índice acumula alta de 3,58% e, em 12 meses, de 9,83%.

Semelhante ao IPCA, o INPC verifica a variação do custo médio das famílias com rendimento familiar médio entre 1 e 5 salários mínimos. Indica as variações de preços nos grupos mais sensíveis, que gastam todo rendimento em consumo corrente (alimentação, remédio, etc).

Fonte: G1/CE

A meta de cobertura é a imunização de, no mínimo, 80% de cada um dos grupos prioritários para a vacinação, que somam 1.614.042 pessoas.

Em apenas quatro dias da semana da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, o Ceará registra uma cobertura vacinal de 27,72%, com 492.483 pessoas imunizadas contra a gripe. “Esse é um resultado muito bom, mas a cobertura deve ser ainda maior, pois muitos municípios não estão alimentando o site da campanha com as informações sobre as vacinas aplicadas”, observa a coordenadora estadual de imunizações, Ana Vilma Leite. “Pelo menos 35 municípios informaram somente as vacinas aplicadas no sábado, dia de mobilização, 30 de abril”, acrescenta. Ela orienta os municípios a digitarem as informações diariamente para que as análises feitas pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria da Saúde do Estado sejam o mais próximas da real cobertura vacinal.

Até o dia 20 de maio, 1.776.416 pessoas no Ceará deverão ser imunizadas contra a gripe. Essa população faz parte dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, que incluem 576.022 crianças de 6 meses a 4 anos, 138.800 trabalhadores da saúde, 96.459 gestantes, 15.853 puérperas, 24.555 indígenas, 924.727 idosos acima de 60 anos, além das pessoas com doenças crônicas, adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas, população carcerária e funcionários do sistema prisional em todo o Estado. A meta de cobertura é a imunização de, no mínimo, 80% de cada um dos grupos prioritários para a vacinação, que somam 1.614.042 pessoas.

Todos os 184 municípios do Estado receberam e têm disponíveis para a população 65% da cota de doses da vacina, totalizando 1,3 milhão de doses. Neste sábado (7), o Ceará receberá do Ministério da Saúde o restante da cota, de cerca de 600 mil doses. Não há falta de vacina nos municípios e nenhuma pessoa que deve se vacinar ficará sem vacina. A Coordenação Estadual de Imunizações reforça que a vacina é exclusiva para a população pertencente aos grupos prioritários e não será disponibilizada para pessoas que não estejam nesses grupos. A vacina contra a gripe em 2016 protege contra Influenza A(H1N1), Influenza A(H3N2) e Influenza B.

Fonte: Governo do Estado

Mercúrio, o menor planeta do Sistema Solar, passará na próxima segunda-feir, 9, entre a Terra e o Sol, um fenômeno raro que poderá ser observado na parte do mundo em que for dia no momento, principalmente no oeste da Europa.

Durante várias horas, os interessados poderão seguir a trajetória de Mercúrio, que aparecerá como um pequeno disco preto se deslocando à frente do astro. Para poder ver este espetáculo será preciso contar com instrumentos astronômicos.

O fenômeno começará às 11h12 GMT (08h12 de Brasília) e terminará às 18h42 GMT (15h42 de Brasília). A hora poderá variar levemente dependendo do local. Visualmente, "Mercúrio dará a impressão de morder uma das bordas do Sol, depois o atravessará muito lentamente, antes de sair pelo outro lado", explicou à AFP Pascal Descamps, um astrônomo do Observatório de Paris.

Este fenômeno, que durará sete horas e meia, é "raro porque exige um alinhamento quase perfeito do Sol, de Mercúrio e da Terra", ressalta. Ainda pouco explorado, o misterioso Mercúrio é o planeta mais próximo do Sol e se encontra a uma distância média de 58 milhões de quilômetros dele.

Muito pequeno (seu diâmetro é de 4.780 quilômetros), dá a volta ao Sol em 88 dias. Passa a cada 116 dias entre a Terra e nossa estrela. Mas devido à inclinação de sua órbita ao redor do astro em relação à órbita terrestre, parece que se encontra acima ou abaixo do Sol na maior parte do tempo.

Por isso, o trânsito de Mercúrio à frente do Sol é pouco frequente: há 13 ou 14 em cada século. O último ocorreu há dez anos. Os próximos serão registrados em novembro de 2910, novembro de 2032 e maio de 2049.

O oeste e o norte da Europa, o oeste da África do Norte, a África Ocidental, o Canadá, o leste da América do Norte e grande parte da América Latina serão as melhores áreas para ver o trânsito de Mercúrio, desde que as condições meteorológicas sejam favoráveis.

No entanto, é preciso ser prudente e respeitar as normas de segurança, já que observar o Sol diretamente sem proteção pode provocar lesões oculares irremediáveis. Os ósculos especiais para ver eclipses não servirão, já que o planeta é muito pequeno.

"É necessário um instrumento astronômico para aumentar a imagem do Sol", explicou Pascal Descamps. Os interessados em astronomia poderão utilizar óculos e telescópios se eles protegerem com os filtros solares adequados.

Segundo Descamps, "o meio mais simples para ver Mercúrio sem risco será utilizando um 'solarscope'", uma espécie de caixa de papelão com um alvo equipado com uma lente e um pequeno espelho convexo. Ele permite observar sem perigo o Sol através da projeção de sua imagem invertida em uma tela.

Mercúrio, cuja temperatura na superfície varia entre -173ºC e 427ºC, foi observado por duas sondas espaciais americanas, a Mariner 10 em 1974 e a Messenger em 1975, cuja missão terminou em 2015.

Europa e Japão lançarão duas sondas em 2018 no âmbito da missão BepiColombo, que alcançará Mercúrio em 2024.

Fonte: O Povo

Ao todo serão 2.270 postos fixos, além de 1.100 postos volantes para assegurar vacinação a quem mora em locais de difícil acesso.

A Secretaria da Saúde do Estado e a Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza lançam, nesta sexta-feira (29), a 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza no Ceará. O lançamento da campanha ocorrerá a partir das 9 horas, no Centro de Saúde Meireles, unidade pública do Governo do Estado. Sábado (30) é o dia de mobilização nacional. Nos 184 municípios, estarão envolvidos no trabalho de vacinação 28 mil profissionais e 1.590 veículos para a vacinação nas unidades básicas de saúde, salas de vacina, instituições de idosos, hospitais e postos volantes nos 184 municípios do Ceará. Ao todo serão 2.270 postos fixos, além de 1.100 postos volantes para assegurar vacinação a quem mora em locais de difícil acesso.

Até o dia 20 de maio, 2.017.553 pessoas no Ceará deverão ser imunizadas contra a gripe. Essa população faz parte dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, que incluem 575.979 crianças de seis meses a quatro anos, 138.800 trabalhadores da saúde, 96.440 gestantes, 15.853 puérperas, 24.555 indígenas, 924.727 idosos acima de 60 anos, 212.753 pessoas com doenças crônicas, 24.557 adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas e população carcerária e 3.889 funcionários do sistema prisional em todo o Estado. A meta de cobertura é a imunização de, no mínimo, 80% de cada um dos grupos prioritários para a vacinação, que somam 1.614.042 pessoas.

O vírus influenza sazonal pode causar infecção branda a grave, inclusive óbito. Pessoas com alto risco de complicações graves incluem gestantes, idosos, crianças com menos de dois anos, pessoas imunocomprometidas e pessoas com alguma comorbilidade. Existem três tipos de vírus influenza sazonais: influenza A, B e C. Atualmente, influenza A(H1N1), A(H3N2) e B são os subtipos sazonais em circulação. Os vírus influenza tipo C causam infecções mais brandas e estão associados com casos esporádicos. Por não ter impacto na saúde pública, esse tipo de vírus influenza não compõe a vacina sazonal contra influenza. Por recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacina contra a gripe em 2016 protegerá contra Influenza A(H1N1), Influenza A(H3N2) e Influenza B.

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém‐contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz. A gripe comum, como é conhecida, pode levar a complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção. Em 2015 o Ceará não registrou óbitos por influenza. Este ano, três óbitos foram confirmados em consequência da gripe A(H1N1).


Serviço

Lançamento da 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza
Data: sexta-feira, 29 de abril, às 9 horas
Local: Centro de Saúde Meireles, Avenida Antônio Justa, 3113, Meireles, vizinho a Escola de Saúde Pública do Estado.

Fonte: Governo do Ceará

O aluno universitário Gabriel Militão Vinhas Lopes, de 22 anos, é um dos dois brasileiros selecionados para participar do programa de Estágio de Verão 2016 da Agência Espacial Norte-americana (Nasa), promovido em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB). 
 
Filho dos cearenses Lauro José Vinhas, engenheiro civil, e de Julia Helena Militão, nutricionista, o jovem nasceu no município de Rio Claro, interior de São Paulo. 
 
Aos 8 anos, mudou-se para Fortaleza, onde cumpriu quase toda a vida escolar, até ser aprovado, há cerca de três anos, no curso de Engenharia da Computação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). 
 
Conforme relembra o pai, Gabriel interrompeu o curso de Engenharia para se tornar aluno do programa Ciência sem Fronteiras, a partir do qual conseguiu realizar o sonho de estudar em uma universidade “de ponta” nos Estados Unidos: a Universidade de Cornell, situada no Estado de Nova York.
 
De acordo com Gabriel, seu trabalho na Agência Espacial deverá ser voltado para a construção de um modelo 3D (efeito de terceira dimensão) do globo terrestre, mas ele não sabe ainda por quais partes do projeto ficará responsável.
 
“Ainda não caiu a ficha. Estou muito animado com a oportunidade e não vejo a hora de começar a trabalhar no projeto. Espero trazer todo o conhecimento que adquirir com o time de engenheiros da Nasa e aplicar na volta ao Brasil”, projeta.
 
“Realização de um sonho”
 
A oportunidade de Gabriel estagiar na Nasa, durante pouco mais de dois meses, surgiu quando alunos do programa nos Estados Unidos foram avisados sobre o edital de até cinco vagas.
 
“Me inscrevi, mas sem muita esperança, já que a concorrência era bem grande e com pessoas muito qualificadas. Então, para minha surpresa, no dia 26 de fevereiro fui um dos 15 pré-selecionados para a segunda fase do processo. Eles decidiram selecionar 3 vezes mais candidatos pelo alto nível dos candidatos”, detalha o estudante, vencedor de olimpíadas regionais, nacionais e internacionais de Matemática, Computação e de Física, Astronomia e Astronáutica.
 
“Acredito que meu trabalho de iniciação cientifica na Unicamp e meus resultados em olimpíadas foram determinantes para a minha escolha para a próxima fase”, pondera o jovem, que surpreendeu os pais com a aprovação.
 
"Ele não disse que estava participando do concurso. Só falou que existia a possibilidade de ficar mais três meses nos Estados Unidos fazendo um estágio, mas era só uma possibilidade. Ele só contou quando foi selecionado", comenta o pai satisfeito.
 
"Não tenho nem palavras para dizer do orgulho que tenho dele. Eu comecei a chorar de um lado e a mãe do outro porque sabemos do sacrifício que ele fez para chegar onde chegou", complementa. “É a realização de um sonho e fruto de muito trabalho”, ratifica o filho.

Fonte: O Povo

No próximo sábado (30), a Secretaria da Saúde de Sobral dará início à campanha de vacinação contra o vírus H1N1, causador da Influenza. Em Sobral, cerca de 37 mil pessoas devem ser imunizadas até o dia 20 de maio. A vacina é direcionada para os chamados grupos prioritários, definidos pelo Ministério da Saúde.

13.517 crianças de 6 meses a 4 anos, 2.580 trabalhadores da saúde, 2.603 gestantes, 428 mulheres que deram a luz a pouco tempo, 16.946 idosos acima de 60 anos, 1.234 pessoas com doenças crônicas, serão vacinadas gratuitamente

Sintomas e sinais

O período de incubação dos vírus influenza varia entre um e quatro dias. Os sinais e sintomas da doença são muito variáveis, podendo ocorrer desde a infecção assintomática, até formas graves. A síndrome gripal, que se caracteriza pelo aparecimento súbito de febre, dor de cabeça, dores musculares (mialgia), tosse, dor de garganta e fadiga, é a manifestação mais comum. Nos casos mais graves, geralmente, existe dificuldade respiratória e há necessidade de hospitalização. Nessa situação é denominada Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Fonte: Blog de Sobral

Em torno de 600 especialistas de 43 países se reúnem nesta segunda-feira (25/04) em Paris para discutir o recente surto de zika vírus, que começou no Brasil no início de 2015, se espalhou pela América Latina e agora ameaça se alastrar para o resto do mundo.

Cientistas e especialistas em saúde pública discutem a relação da infecção pelo vírus com casos de microcefalia em bebês, além de problemas neurológicos em adultos, como a síndrome de Guillain-Barré, que pode causar paralisia e morte. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou para um potencial "aumento significativo" das infecções, enquanto no Brasil o surto apresenta sinais de declínio. Há, porém, temores de que o zika possa chegar ao hemisfério norte durante o verão, na metade do ano, juntamente com os mosquitos transmissores.

"Enquanto as temperaturas começam a aumentar na Europa, duas espécies de mosquitos Aedes, que sabemos que podem transmitir o vírus, começarão a circular", afirmou a diretora-assistente da OMS Marie-Paule Kieny durante a conferência em Paris. "O mosquito não conhece fronteiras", alertou.

Levando-se em conta o risco de que as transmissões possam ocorrer através de relações sexuais, o mundo "poderá testemunhar um aumento acentuado do número de pessoas infectadas pelo zika e das complicações relacionadas", disse Kieny. Ela descreveu o vírus como uma "emergência global" e uma "ameaça crescente".

Com a queda das temperaturas nas regiões tropicais e subtropicais, o surto no Brasil está "claramente em declínio", afirmou Kieny, sem fornecer dados sobre a informação.

Risco baixo para a Europa

O Instituto Pasteur divulgou recentemente uma pesquisa afirmando que, ainda assim, para o continente europeu o risco é reduzido, uma vez que o mosquito Aedes albopictus, presente em cerca de 20 países durante o verão, é menos capaz de causar surtos da doença do que o Aedes aegypti.

Mesmo que as transmissões locais sejam possíveis, o risco de um surto na Europa é "aparentemente baixo", segundo o imunologista francês Jean-François Delfraissy.

Apesar das inúmeras pesquisas realizadas, pouco se sabe soube o vírus por quanto tempo pode permanecer ocultado no corpo humano, o grau do risco de transmissão sexual, a relação completa das doenças que podem resultar do zika e todas as espécies de mosquito que podem transmiti-lo.

"O que preocupa não é o que sabemos, mas o que não sabemos", afirmou o professor Davis Heymann, da Faculdade de Higiene e Medicina Tropical de Londres. "Não podemos fazer recomendações se não compreendemos todo o potencial de um vírus ou bactéria", disse.

No início do mês, autoridades de saúde dos Estados Unidos comprovaram a associação entre a contaminação pelo vírus e os casos de microcefalia, e afirmaram que o zika é "mais assustador" do que se pensava.

"Continuamos a aprender todos os dias, e o que aprendemos não é nada tranquilizador", disse Anne Schuchat, vice-diretora do Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos EUA.

Fonte: O Povo

Matheus Soares, 19 anos, mora em Navan, na Irlanda, desde os nove anos e está entre os melhores do programa The Voice do país. O cearense está no time da cantora Rachel Stevens e é um dos favoritos da atração musical.

Em entrevista exclusiva ao O POVO Online, Matheus conta como começou sua relação com a música. “Eu estava na igreja quando a minha pastora me viu cantando. Ela me chamou para o grupo de louvor e me ensinou tudo o que eu sei hoje. Se não fosse por ela e Deus, eu não seria cantor”, conta.

O jovem é filho dos pastores Wevergton Alencar e Márcia Alencar e tem duas irmãs, Ashley e Lauren, e explica que foi difícil se adaptar ao novo país. Ele fala que teve dificuldade em aprender outra língua, sofreu bulliyng por ser estrangeiro e engordou muito. “Cheguei a pesar 110 kg”, revela.

Aos 16 anos, em decorrência do ganho de peso, teve problemas de saúde que ocasionaram uma hérnia no diafragma. Após seu médico alertar da gravidade da doença, Matheus emagreceu e se dedicou ainda mais ao canto. Porém, a hérnia ainda incomoda e às vezes ele sente muita dor. 

O cearense diz que ao assistir um comercial do programa na TV decidiu se inscrever. As suas maiores influências musicais são Toni Braxton, Ray Charles e Bruno Mars. E apesar das influências internacionais, o sonho de Matheus é cantar com o brasileiro Alexandre Pires. “Seria um sonho cantar com ele ou ao menos receber um ‘oi’ dele”, vibra.

Matheus foi selecionado na audição às cegas quando cantou ‘One Night Only’ e foi escolhido pela cantora Rachel. Após a batalha contra a participante Stephanie Anketell, o cantor passou de fase e no último domingo, 2, ele cantou ‘I Put A Spell On You’, e foi escolhido pelo público para ir às quartas de final. Faltam apenas duas etapas para ser escolhido o vencedor do The Voice Irlanda.

Ana Alencar é tia do cantor e mora em Fortaleza. Ela diz que desde pequeno ele cantarolava, mas não tinha noção do potencial vocal de Matheus. Foi uma surpresa para toda a família a participação dele no programa. “Estamos na torcida. Trocamos mensagens pelo WhatsApp e estamos acompanhando as apresentação dele pela internet”.

Matheus diz que sente muita saudade das praias, dos amigos e dos familiares que moram em Fortaleza, principalmente das avós. “Tem cerca de quatro anos que não os vejo e meu sonho é voltar pra visitá-los”.

A próxima apresentação de Matheus Soares no The Voice Irlanda será no domingo,10, a partir das 18h30min (horário local da Irlanda). 

Confira as apresentações do cearense no The Voice da Irlanda:

Fonte: O Povo

4 Cidades Criativas

4 Cidades Criativas

4 Cidades Criativas

8493 Logo

pensar2

logo